blog reclame aqui

Marcas memoráveis: como criar conexão emocional com o cliente?

Existem vários fatores que interferem no processo de decisão de compra do consumidor. Por exemplo: desejos, necessidades, qualidade do produto, preço, experiência, sentimentos e por aí vai. No entanto, não podemos negar que ao colocar a razão e o coração em lados opostos da balança, a emoção sempre terá maior peso. Nesse contexto, é necessário criar conexões emocionais com o cliente para tornar uma das marcas memoráveis.

Afinal de contas, quando uma empresa consegue tocar as emoções do cliente, ela se torna mais do que um produto ou serviço; ela se torna uma parte da vida e da identidade dos consumidores. Essa conexão emocional gera um laço de confiança e empatia, o que leva a uma maior lealdade.

Gostou da ideia e quer saber como conseguir isso? Vamos dar algumas dicas neste artigo. Confira!

Estude o comportamento do consumidor

Pensa bem: para conquistar a pessoa amada, você precisa conhecer muito bem os seus gostos, concorda? Por exemplo: se você planeja uma viagem romântica para um chalé no meio da natureza para uma pessoa que é totalmente urbana, as lembranças do momento não serão tão positivas, entende?

Trazendo o exemplo para a realidade das marcas memoráveis, é necessário ter um profundo conhecimento do público-alvo para criar gatilhos que despertam a reação emocional desejada. Nesse contexto, vale estudar sobre:

  • necessidades e desejos;
  • valores e identificações;
  • aspirações e sonhos;
  • mudanças de comportamento e tendências de consumo.

Veja também: Técnicas para analisar dados de um e-commerce.

Pergunta sobre conhecer o comportamento do consumidor para a criação de marcas memoráveis
Conheça seu público-alvo!

Fale a mesma língua do cliente

Sabe aquela conversa entre amigos gostosa que parece que nunca tem fim? Pois bem, os consumidores gostam de se comunicar com as marcas de igual para igual — como se fossem pessoas íntimas, sabe? E para conseguir isso, é importante alinhar a comunicação e usar o mesmo estilo de linguagem do consumidor.

Se o seu cliente adora usar emojis nas conversas, por exemplo, você pode entrar na mesma onda para humanizar as interações. A mesma lógica vale para gírias, tom, estilo, etc.

De qualquer maneira, mesmo marcas que adotam uma comunicação informal, vale lembrar que as normas de português não precisam ser seguidas. Além do mais, é importante ter cuidado com brincadeiras para não soar como desrespeito, combinado?

Conte histórias

Contar histórias é uma forma de humanizar a marca, gerar identificação com o cliente, promover reconhecimento da marca e, claro, despertar emoções. Sendo assim, utilize a técnica de storytelling para evocar sentimentos positivos nos consumidores.

Por exemplo: mostrar os bastidores da fabricação de um produto personalizado é mais interessante que fotografar o item pronto e publicar nas redes sociais, sabe? Afinal de contas, histórias autênticas ilustram melhor os valores da marca e como ela faz a diferença na vida das pessoas.

Proporcione experiências únicas

Só para esclarecer, a experiência do cliente é um conjunto de percepções e sentimentos que o consumidor tem ao interagir com uma empresa, produto ou serviço. Quando essas experiências são memoráveis, é possível construir conexões mais profundas e transformar uma marca em algo mais do que apenas um nome ou logotipo.

Sendo assim, garanta que o consumidor desfrute de bons momentos com a sua marca. A regra vale para o atendimento ao cliente, navegação no e-commerce, interações no Reclame AQUI, conversas nas redes sociais e por aí vai. Isto é, cada ponto de contato deve ser projetado para despertar uma sensação emocional duradoura.

Demonstre autenticidade

Os consumidores estão cansados de mensagens genéricas. Na verdade, hoje, os clientes valorizam cada vez mais as marcas que se conectem com eles, abordando seus interesses, preocupações e aspirações de forma verdadeira.

Para se diferenciar, portanto, é legal mostrar a personalidade real do negócio em todos os setores da empresa: marketing, atendimento, desenvolvimento de produtos etc. Além disso, é fundamental manter a transparência em relação aos valores, missões e os desafios enfrentados.

Saiba mais: Marketing digital — 5 dicas para criar conteúdos que convertem.

Incentive a participação do consumidor

Imagine só um estudante que ganha um notebook em um concurso de redação. Esse momento será lembrado a vida toda, não é mesmo? Pois bem, as marcas podem fazer algo parecido para criar conexões emocionais e gerar memórias positivas para eternidade.

Dá para fazer concursos, ações para cocriação de produtos, pedir o compartilhamento de histórias pessoais etc. Isso cria um senso de comunidade e pertencimento — emoções indispensáveis para as marcas memoráveis.

Confira também: Experiência do conteúdo — porque é importante engajar a audiência.

Invista em responsabilidade socioambiental

Ativismo em alta: essa é uma das mudanças no comportamento do consumidor mais perceptíveis nos últimos anos. Na prática, isso significa que os clientes estão cada vez mais atentos às práticas das empresas e preferem apoiar aquelas que demonstram um compromisso real com o bem-estar da sociedade.

É aí que entra a responsabilidade socioambiental. Só para esclarecer a estratégia envolve ações e práticas nas esferas:

  • social;
  • ambiental;
  • ética e transparência;
  • engajamento com a comunidade;
  • diversidade e inclusão;
  • cadeia de suprimentos sustentável;
  • inovação social e ambiental;
  • filantropia.

Veja também: ESG — como implementar no e-commerce.

Seja consistente e tenha paciência

Construir uma marca memorável leva tempo. Então, não espere ver os resultados das dicas que demos aqui logo no mês seguinte. O ideal é manter a consistência em todas as interações e mensagens ao longo dos anos para que a conexão emocional não se perca.

Sem contar que a exposição consistente contribui para o reconhecimento imediato. Dessa forma, quando os consumidores avistarem os elementos visuais familiares da marca, serão ativadas memórias positivas e associações emocionais.

Para fechar…

As marcas memoráveis são lembradas por gerações. Além da perpetuação do nome — mesmo nos casos em que a empresa não existe mais — criar conexões emocionais ajuda na fidelização de clientes.

De toda forma, vale lembrar que despertar essas sensações exige mais que criatividade. Nossa recomendação é investir em uma abordagem consistente e de longo prazo para manter a identidade coesa e fornecer experiências confiáveis para estabelecer uma presença significativa na mente e no coração dos consumidores.

Gostou do nosso artigo? Então, que tal enriquecer ainda mais o nosso conteúdo? Deixe um comentário aqui embaixo e nos conte sobre como a sua empresa consegue criar conexões emocionais com os clientes.

Deixe uma resposta

%d