Blog Reclame AQUI

blog reclame aqui
Produtos RA

Dia das mães: 8 dicas para sua marca se preparar

Quando se fala em mãe, logo vem em mente uma série de palavras amorosas como carinho, afeto, cuidado, aconchego, proteção etc. E para homenagear um dos vínculos familiares mais importantes, […]

Quando se fala em mãe, logo vem em mente uma série de palavras amorosas como carinho, afeto, cuidado, aconchego, proteção etc. E para homenagear um dos vínculos familiares mais importantes, nada mais justo do que distribuir presentes para as figuras maternas presentes na nossa vida, não é mesmo? É aí que entra o Dia das Mães.

Por causa de toda essa bagagem emocional que o dia carrega, o Dia das Mães é uma das datas comemorativas mais lucrativas para o comércio. Para você ter uma ideia da relevância do período, em 2021, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 6,4 bilhões — 14% mais que o mesmo período do ano anterior.

No entanto, para garantir cifras altas no faturamento, é importante se preparar. A seguir, vamos nos aprofundar mais sobre a história da data e dar dicas para vender no Dia das Mães. Confira!

Quando é comemorado o Dia das Mães?

No segundo domingo do mês de maio. Apesar de todo esse apelo comercial, o Dia das Mães foi criado para homenagear as figuras maternas fortes que lutam pelo bem-estar da família.

A data foi idealizada pela norte-americana Anna Jarvis. A mãe de Anna, Ann Jarvis, dedicou a vida a trabalhos sociais em prol de boas condições sanitárias e tratamento de doenças relacionadas com a falta de higiene básica — como febre tifoide e cólera.

Uma das iniciativas da ativista foi a idealização do “Dia das Mães pela Amizade” que tinha o propósito de reconciliar e unir famílias que lutaram em lados opostos na guerra. Ann Jarvis morreu no dia 9 de maio de 1905.

Em homenagem à mãe, Anna decidiu criar o “Dia da Mãe” para reconhecer o trabalho que todas as mães prestavam à comunidade. Inicialmente, a data era comemorada pela igreja metodista que a família dela frequentava.

A iniciativa caiu rapidamente nas graças do povo e o comércio enxergou uma oportunidade para lucrar. Em 1914, o congresso americano oficializou o segundo domingo de maio como “Dia das Mães”.

No Brasil, a data só começou a valer em 1932 por pressão de movimentos feministas. E assim como a iniciativa americana, o segundo domingo do mês de maio foi oficializado por aqui como o Dia das Mães.

Qual é a importância da data para o comércio?

No Dia das Mães, filhos, netos, afilhados e até os pais aproveitam para presentear a figura materna amada. É por isso que empresas de diversos setores costumam faturar com a data.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Ebit/Nielsen, em 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19 no Brasil, o Dia das Mães ocupou o quarto lugar em faturamento com R$ 3,7 bilhões em vendas. A primeira colocação ficou com o Dia dos Namorados (R$ 4,1 bilhões), seguido pela Black Friday (R$ 4,0 bilhões) e Natal (R$ 3,7 bilhões).

Dia das mães e o faturamento no ano de 2020
Imagem ilustrativa: Crescimento do faturamento no dia das mães em 2020

Mais: o período de comemorações pelo Dia das Mães teve a segunda maior alta de faturamento do ano: 68% mais que o mesmo período de 2019. A data que mais cresceu foi o Dia dos Namorados com aumento de 91% no faturamento.

Em 2021, as cifras movimentadas foram bem maiores. Segundo levantamento feito pela All iN, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 6,4 bilhões com a data comemorativa.

Quais são as principais tendências de presentes para 2022?

Conforme pesquisa realizada pela IM- Negócios Globo, 76% das pessoas pretendem presentear alguém em 2022. Entre as principais beneficiárias estão:

  • mães (73%);
  • esposa ou namorada (19%);
  • sogra (17%);
  • avó (11%);
  • tia (7%);
  • filha ou enteada (6%);
  • amiga (5%);
  • madrinha (4%).

Com relação à intenção de compra, a categoria campeã é a de roupas. Entram nesse pacote os vestidos, calças, blusas, casacos, lingeries e por aí vai. Veja o detalhamento dos itens mais citados para presentear:

  • roupas (26%);
  • perfumes (24%);
  • flores (15%);
  • chocolate/doces (15%);
  • calçados (14%);
  • cremes hidratantes (14%);
  • acessórios (13%);
  • eletrodomésticos (9%);
  • cestas com quitutes (9%);
  • utensílios domésticos (9%);
  • refeição especial fora de casa (9%);
  • sabonetes (8%);
  • maquiagens (7%);
  • vale-presente (7%);
  • smartphone (6%);
  • livros: (5%);
  • eletrônicos (como televisão, tablet, notebook, smartwatch, entre outros) (5%);
  • viagem (4%).

Como vender mais no período? 8 dicas para se preparar

Planejamento é a palavra-chave para as vendas do Dia das Mães. Afinal de contas, além de negociar com fornecedores e decorar a loja virtual, é necessário pensar em estratégias de marketing para atrair consumidores para o seu e-commerce.

Dia das mães - 8 Dicas para se preparar
Imagem ilustrativa: Dicas para preparar seu e-commerce

Preparamos algumas dicas bem legais para o planejamento da data. Olha só!

1. Planeje a data com antecedência

Com o aumento das vendas no período, é necessário reforçar o estoque para não perder oportunidades. Além do mais, ao antecipar as negociações com os fornecedores, é possível ter acesso a preços mais atrativos. Essa economia pode ser repassada ao consumidor e põe o seu e-commerce à frente da concorrência.

E para não exagerar nas quantidades, é importante fazer uma análise histórica de vendas e dimensionar corretamente o estoque. Dessa forma, além de atender a demanda do consumidor, sua loja não fica com itens encalhados que podem gerar prejuízos.

Lembre-se de que o crescimento nas vendas não impacta apenas o estoque, viu? A loja virtual terá mais acessos no período, o serviço de logística terá aumento na demanda, os colaboradores terão um fluxo maior de atendimentos e por aí vai. Sendo assim, prepare tudo para garantir uma boa experiência do cliente.

A nossa recomendação é que tudo esteja pronto logo após a Páscoa, combinado? De acordo com aquela pesquisa que citamos da All iN, em 2021, o pico de visitas nos e-commerces aconteceu três dias antes do Dia das Mães. O segundo período com maior representatividade de vendas foi entre os dias 14 e 15 de abril.

O dado evidencia que nem todo mundo deixa as compras para última, portanto, o tráfego fica diluído. Pensando bem: quem compra pela internet precisa de uma certa antecedência para não correr o risco de receber o presente atrasado, não é mesmo?

2. Garanta entregas rápidas

Frete caro demais e prazo de entrega longo estão entre os principais motivos para abandono de carrinho. É por isso que a logística é um dos fatores que influenciam as vendas no e-commerce.

Nesse contexto, é importante otimizar o processo de entrega para garantir boas condições aos consumidores. Além do mais, vale a pena disponibilizar opções de envios rápidos para garantir que os atrasadinhos consigam presentear as mães no dia certo.

3. Aposte no layout temático de dia das mães

É quase impossível esquecer o Dia das Mães porque a todo momento os comércios nos lembram que a data está chegando. Ao passear pelas ruas da cidade, as lojas físicas estão todas decoradas, as vitrines repletas de itens para o público feminino e as promoções chamam os consumidores para dentro da loja.

Com o comércio eletrônico a lógica é a mesma. Investir em um layout temático é importante para mostrar ao consumidor que a loja está em clima de festa e incentivar a venda de itens para a data. Sendo assim, aposte na decoração com banners especiais e elementos que remetem a data.

4. Monte kits

Por que vender apenas um sabonete se você pode oferecer um kit completo de higiene e beleza com hidratantes, óleos de banho, shampoos, condicionadores, colônias, entre outros? Investir em kits é uma boa estratégia para aumentar o ticket médio e desencalhar itens de baixo giro no estoque.

Nesse contexto, o valor unitário dos produtos cai, mas a empresa fatura com aumento no valor de cada venda. Para deixar a experiência do consumidor ainda mais completa, vale até apostar em customizações e permitir que o cliente monte o seu próprio kit a partir de uma lista de produtos predeterminados.

5. Capriche nas embalagens de dia das mães

É muito comum que os produtos comprados pela internet cheguem em casa com aquelas embalagens de papelão simples típicas de e-commerce. Daí o consumidor tem que sair correndo em busca de um embrulho bem bonito para não dar o presente para a mãe daquele jeito.

Que tal fazer diferente e oferecer serviços agregados aos produtos? Inclua no checkout a possibilidade de adicionar a embalagem de presente e até cartões temáticos para melhorar o serviço ao cliente. Você decide se cobra ou não por esses itens promocionais.

Para incentivar compras maiores, você pode até oferecer esses elementos como brindes para compras acima de determinado valor. Além de garantir comodidade aos consumidores, essa é uma boa forma de divulgar a sua marca, visto que as embalagens personalizadas podem vir com logo da sua empresa estampada.

6. Faça promoções exclusivas

Se tem uma coisa que o consumidor adora é promoção. A gente entende: não tem nada melhor que comprar o item dos sonhos com um valor mais em conta, não é mesmo? No Dia das Mães os clientes também saem na caça aos cupons de desconto e ofertas imperdíveis.

Sendo assim, ofereça descontos em produtos estratégicos. Não vale colocar caixa de ferramentas, loção pós-barba e kit churrasco, viu? O ideal é que os produtos tenham relação com a data para incentivar as compras.

Outra tática importante é incluir o cartão-presente no mix de produtos. Além do mais, é válido oferecer frete grátis, brindes temáticos e até cupons de desconto para próximas compras a fim de garantir uma boa taxa de recompra e fidelizar.

Fazer parcerias para oferecer benefícios exclusivos aos consumidores também é interessante. Para compras acima de determinado valor, você pode oferecer um vale-manicure, vale-salão, entre outros. Se for possível, é legal até fazer sorteios com viagens, diária em um SPA e por aí vai.

7. Divulgue as ofertas de dia das mães

As estratégias de marketing digital são fundamentais para que os consumidores conheçam as promoções para a data. Veja algumas táticas legais para divulgar suas ações:

  • e-mail marketing;
  • envio de ofertas pelo WhatsApp;
  • links patrocinados;
  • campanhas nas redes sociais.

Uma das estratégias que estão em alta é o marketing de influência, que consiste em fazer parcerias com influenciadores digitais para divulgar a marca. Apesar de eficiente, é importante contratar produtores de conteúdo mais adequados ao seu nicho.

Influenciadores de tecnologia, por exemplo, podem até fazer ações com floriculturas. No entanto, o potencial de conversão é bem maior quando o produto é um smartphone, smart TV, computadores e afins, entende?Leia também: Quais lições de marketing podemos aprender com o BBB?

8. Personalize a página da marca no Reclame AQUI

O Reclame AQUI é bem mais que um canal para resolver problemas e apagar incêndios no pós-venda. Na verdade, a plataforma é uma poderosa ferramenta de relacionamento que transmite credibilidade e contribui para aumentar as conversões.

O número de visitas no Reclame AQUI aumenta de forma significativa em datas sazonais. Isso porque os consumidores buscam informações sobre a reputação da marca antes de finalizar uma compra.

Agora, imagine se durante essa pesquisa o consumidor se deparasse com uma página personalizada da marca? Pois bem, com a RA Brand Page, dá para incluir imagem de capa, logo personalizada, CTA, vitrine de produtos, vídeos e FAQ.

Isto é, a sua marca aproveita o tráfego do Reclame AQUI — cerca de 30 milhões de acessos por mês — para impactar positivamente o consumidor e vender. O legal é que você tem acesso a uma área exclusiva para fazer gestão de reputação e coletar dados para entender melhor o comportamento do consumidor. Confira o que a sua marca pode ganhar com a RA Brand Page:

  • dados: saiba a quantidade de acessos, o tempo médio de permanência na página e reclamações mais vistas;
  • dashboard exclusivo: veja nuvem de palavras, gráficos e informações valiosas sobre os termos mais comentados nas reclamações;
  • comparativos: cadastre até 3 concorrentes e tenha dados comparativos sobre acessos e reclamações;
  • gerenciamento de crises: configure alertas de crise via e-mail e faça a gestão de reputação rapidamente.

Não há dúvidas que o Dia das Mães é uma das datas sazonais mais importantes para o comércio eletrônico. No entanto, para faturar alto no período, é necessário se preparar. Por aqui demos várias dicas para vender mais na data. Nesse contexto, é fundamental planejar o estoque, fazer promoções exclusivas e divulgar as ofertas.

Apesar disso, o grande destaque mesmo vai para a personalização da página no Reclame AQUI. Dessa forma, é possível impactar o consumidor que busca soluções para um problema ou informações sobre a marca para fazer compras com segurança. Legal, né?

Ainda tem dúvidas se vale a pena investir em uma RA Brand Page? Então, confira alguns cases de sucesso de páginas de empresas no Reclame AQUI!

Cases de Sucesso Brand Page

Deixe uma resposta