O Dia das Crianças está chegando, e o Reclame AQUI aplicou uma pesquisa* entre os usuários do site para saber como estão as expectativas para a data. Além dos resultados tradicionais sobre o valor médio do ticket e as opções de presentes, sobretudo a pesquisa revelou algo interessante: quem presenteia vai escolher algo com significado e sentimento.

Data divide opiniões: comercial ou oportunidade de reunir a família?

Não é de hoje que o consumidor tem colocado o lado emocional nas escolhas e exige o mesmo das marcas. Ele quer ser emocionado em propagandas e, acima de tudo, nas suas experiências de compra. Embora entre quem respondeu que não vai presentar, 47% consideram a data meramente comercial, outras tentam fazer do Dia das Crianças um resgate familiar.

Nesse sentido, entre os 3,5 mil consumidores que pretendem comprar presentes este ano, ao responderem sobre o que o Dia das Crianças representa para elas, 69% indicam ser um resgate da infância e motivo para reunir a família e as crianças. Ou seja, a necessidade de passar bons momentos em família e reviver lembranças inesquecíveis da infância está sendo valorizada e trazida à tona. E para apenas 23% representa uma data comercial.

28,8% vão procurar presente com valor sentimental

Na pesquisa, que teve resposta de quase 10 mil consumidores, 76,2% afirmaram que vão comprar brinquedos e roupas. Mas com critérios diferentes: 28,8% deles, apontaram que o presente precisa ter um significado sentimental. Na sequência, 27,2% levaram em consideração que precisa ser educativo.

Da mesma forma, um outro dado se destaca e vem ao encontro do valor emocional da escolha. Presentear com passeio, como uma ida ao zoológico, parques ou cinema, foi a opção de 5,4% das pessoas e se sobressaiu a videogames.

Leia também: Já é dia das crianças! Você está preparado para esse novo consumidor?

Quem vai receber presente no Dia das Crianças?

Para 49,6% de quem vai às compras, a intenção é apenas de presentear. Mas 33,9% vão escolher o presente com a intenção de que a criança lembre de quem presenteou e que desenvolva habilidades (sensoriais, financeiras, memória…). Neste ano, 45% das crianças que serão homenageadas são filhos, 21,4% são sobrinhos e 10,4%, afilhados.

*A pesquisa do Reclame AQUI foi aplicada entre os dias 4 e 7 de outubro e coletou as respostas de 9.355 usuários do site.

Deixe uma resposta