Uma das maiores revoluções do mercado de entretenimento doméstico, as plataformas de streaming atraem mais consumidores a cada dia. Prova disso é a variedade de oferta de serviços, que se multiplicam, oferecendo catálogos com filmes e séries para todos os gostos. Mas mesmo com esse aumento de opções nos últimos tempos, os serviços de streaming ainda não são unanimidade e a maioria dos consumidores ainda não assina nenhum deles.

Uma pesquisa do Instituto Reclame AQUI, realizada de 21 a 23 de julho com 17.118 visitantes do site do Reclame AQUI, mostra que 58,5% dos respondentes não faz assinatura de nenhuma plataforma para assistir filmes e séries. Entre esses, 42,6% dizem que não veem vantagem em ter o serviço, e 29,3% não conhecem as opções disponíveis. Esses dois dados demonstram que este mercado é ainda uma incógnita para muitos consumidores.

Veja mais: 5 personagens de séries para imitar (ou não) no atendimento ao cliente
 

Streaming divide atenção com TV a cabo e TV aberta

Por conta disso, essas pessoas ainda recorrem a formas mais “tradicionais” de assistir a filmes e séries, revelando que os canais de televisão ainda têm um público cativo. De acordo com o levantamento, 35,7% dos entrevistados assistem séries e filmes na TV a cabo, enquanto 31,9% recorrem à TV aberta.

Edu Neves, CEO do Reclame AQUI, aponta que esse é um movimento que considera interessante para o streaming: ele não é visto como substituto do cinema e TV por assinatura para muitos consumidores.
“Ainda existe uma venda forte de TV a cabo, muito estimulada pelos combos de internet e telefone. Então há um hábito de assinar o básico da TV a cabo e completar com a assinatura de streaming para ter acesso a séries, por exemplo, levando as operadoras de telecom a adicionar tais serviços em seus combos. Diferente da TV a cabo tradicional, o streaming permite um uso on demand, onde você consegue, ainda, na maioria das plataformas, fazer o download do que quer assistir e levar para onde quiser”.

Duelo dos streamings

Por outro lado, a pesquisa mostrou que 41,5% dos visitantes do Reclame AQUI assinam algum streaming para ver filmes e séries. Mas hoje as opções são diversas, então muitas pessoas costumam ter mais de um serviço.

O mais popular continua sendo o Netflix, utilizado por 37,2% dos entrevistados, que é seguido pelo Amazon Prime (23,3%) e Disney+ (12,5%). As duas primeiras plataformas (Netflix e Amazon Prime) estão há mais tempo que todas as outras no mercado, o que pode justificar seu maior número de assinantes. 

Já o Disney+ possui um grande catálogo de títulos exclusivos de franquias de sucesso, como Marvel, Star Wars e da própria Disney, o que ajuda a colocar a plataforma no terceiro lugar.

Quem assina consome bastante conteúdo

Entre essas pessoas que fazem uso do serviço, a maioria aproveita bastante. 45,5% assistem todos os dias, sendo que 47,2% dizem que viram até 20 filmes ou séries no último mês. E ainda tem gente que garante que assistiu mais 40 conteúdos nos últimos 30 dias (14,6%).

Esse comportamento justamente vem ao encontro da estratégia das plataformas que é oferecer conteúdo para maratonar, como aponta Neves: “Antes os serviços de streaming liberavam conteúdos aos poucos, especialmente as séries, ou seja, um episódio por semana, mas agora a estratégia é liberar mais novidades semanalmente e as temporadas completas de séries, minisséries, por exemplo, instigando o consumidor a consumir freneticamente os episódios. Esta estratégia é possível graças ao baixo custo de distribuição do conteúdo, em comparação aos cinemas ou TV aberta”.

Entretanto, salienta Edu, “apesar do uso cada vez mais frequente, as pessoas vêm ainda pouco valor no streaming. Quase 50% dos consumidores consideram justo pagar entre R$10 e R$ 25, ou seja, não estão dispostos a pagar por um serviço que seja mais caro, por exemplo, do que um ingresso de cinema em São Paulo”, compara o CEO do Reclame AQUI. E acrescenta: “arrisco dizer que o consumidor de streaming, por ser tão impactado e influenciado por conteúdos gratuitos de YouTube e plataformas afins, não se ‘motiva’ a pagar um valor mais alto pelo serviço de streaming.
 

O que os consumidores esperam dessas plataformas?

Ainda assim, muitos querem que essas tecnologias sempre evoluam. Quando perguntados sobre o que acham que poderiam melhorar nas plataformas que assinam, 58,7% disseram que querem mais variedade nos catálogos de filmes e séries, já 11% pedem melhorias na usabilidade dos aplicativos.

Os entrevistados, por outro lado, apreciam as comodidades do streaming. De acordo com o levantamento, 46,5% gostam da praticidade de acesso a muitos filmes e séries, enquanto 35,4% apreciam a possibilidade de assistir quando quiserem, sem depender de uma programação com horários estabelecidos.

Para completar, 60% dos respondentes que assinam streaming confirmaram que ainda assistem filmes e séries de outras formas. Esse público parece dar mais valor à experiência de consumir conteúdo, com 26,6% dizendo que vão ao cinema, mas ainda tem 31,4% que costumam também ver pela TV a cabo.

Fique por dentro: 5 dicas para você valorizar os dados dos seus clientes ainda hoje!

Fonte: Reclame AQUI Notícias

Deixe uma resposta