Blog Reclame AQUI

blog reclame aqui
Dados

O golpe online tá aí, mas você não precisa cair nele! Aprenda a identificar

No último ano, 65% das pessoas caíram em, pelo menos, um golpe, conforme pesquisa do Instituto Reclame AQUI

De acordo com pesquisa do Instituto Reclame AQUI, no último ano, 65% das pessoas caíram em, pelo menos, um golpe

Mal você identifica um golpe online e já vem outro pra ficar de olho. A cada dia que passa aumenta o número de golpistas virtuais e também o cuidado dos consumidores para não cair nas armadilhas. Prestes a entrar no Mês do Consumidor, o Blog Reclame AQUI vai trazer uma série de dicas que vão ajudar bastante a identificar os golpes virtuais e evitar prejuízos financeiros e de dados.

Golpes online seguem temática em pauta para serem mais convincentes

A princípio, muitos dos golpes ainda não desapareceram, apesar de serem “familiares”. Lembra do golpe do boleto? Ainda está por aí. Inclusive, os criminosos da internet inovam e usam temas atuais, assuntos que atraem os consumidores, como Banco Central e o SVR, auxílios do Governo Federal. 

Some ainda os pedidos de transferência bancária se passando por familiares usando foto do consumidor para aplicar o golpe em um número de telefone desconhecido, via WhastApp. Neste caso, eles contam histórias com detalhes para convencer a vítima. Em vista disso, todo cuidado é pouco.

Veja essa: Evite golpes com site do SVR, do Banco Central, para resgate de dinheiro “esquecido”

Estar bem informado ajuda a identificar os golpes online

Com o propósito de você não cair em golpes, separamos dicas básicas e importantes 

  • Se estranhar alguma abordagem feita em nome de empresa, verifique se o logo usado no e-mail, na mensagem ou site é o verdadeiro. Procure se há pequenas modificações, alterações de cores ou uso diferente de fonte na marca. Se for diferente do que você é acostumado a ver, desconfie.
  • Pesquise o site oficial na internet sempre e veja se tudo é compatível. Busque informações antes de aceitar qualquer ação que seja fácil ou vantajosa demais!
  • Isso vale para as ofertas imperdíveis também! Recebeu uma no e-mail, stories do Instagram, posts… vá ao site e veja se ela existe na loja oficial. Portanto, faça isso antes de clicar, comprar e pagar; geralmente esses pagamentos são por boletos e PIX, e essas transações não têm volta!
  • Outras pistas estão na URL de sites e também podem indicar uma tentativa de golpe. Preste atenção se o endereço usa caracteres trocados para parecer o do site verdadeiro. Como por exemplo, em vez de www.reclameaqui.com.br, os golpistas podem usar: www.recl4meaqu1.com.br, ou algum sinal gráfico como /, –
  • Já em caso de ser abordado por alguém conhecido pedindo dinheiro pelas redes sociais, confira se é a pessoa mesmo. Telefone para a pessoa se você desconfiar de qualquer coisa. Se o pedido é estranho, se a conversa não é como você está acostumado a ter, se o telefone está diferente… confirme com a pessoa.
  • Evite clicar em links desconhecidos. Isso vale para links enviados para e-mails, mensagens de SMS, contatos no direct…
  • Nos casos de e-mails, vale a dica acima. Desconfie de e-mails com a palavra URGENTE, confira se depois do sinal de @ vem o nome da empresa mesmo. Enfim, pense bem se fez algum contato com a pessoa ou a empresa ou se algum serviço ficou pendente e ,do mesmo modo, verifique se você fez alguma solicitação.
  • Geralmente por e-mails, os golpes são aplicados com o envio de links maldosos, quando a mensagem principal e fazer você clicar para atualizar um cadastro, ganhar alguma vantagem ou validar algum dado. Isso é perigoso!
golpe-online-dicas
Leia dicas para cair em golpes online

Golpistas se passam por empresas e pessoas físicas

Esses golpes virtuais também usam empresas, não só pessoas físicas, como pano de fundo. O próprio Reclame AQUI tem seu nome usado por golpistas na abordagem de consumidores. Nesse sentido, eles se passam pelo Reclame AQUI abrindo perfis falsos em redes sociais. Simulam atendimentos pelo Direct e inbox para, enfim, conseguir dados pessoais e até bancários dos consumidores, a fim de aplicar golpes depois com os nomes das vítimas.

Recentemente, o Instituto Reclame AQUI aplicou uma pesquisa com os consumidores no site do Reclame AQUI (de 16/02 a 22/02) com mais de 14,6 mil respondentes. Das pessoas que responderam que já caíram em golpes no último ano, 65,1% foram vítimas de pelo menos um golpe. Entre os mais “populares” aplicados, o por via WhatsApp, com a conta do telefone clonada, 22,1%. Seguido por mensagem de SMS, via link, e golpes de boletos falsos. Segundo a pesquisa, 49,5% dos consumidores fizeram transferências bancárias para os golpistas. 

A pesquisa do Instituto Reclame AQUI também aponta que quem não caiu em golpes se preveniu não abrindo links desconhecidos (51,4%) e lendo bastante sobre golpes para ficar informado (23,5%). 

golpe-online-pesquisa
Leia mais detalhes da pesquisa sobre golpe online


Leia mais: [Super Infográfico] Selo de confiança: 5 motivos para usar na sua marca

Deixe uma resposta