Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de pessoas que começaram negócios próprios de maneira informal.

É justamente para atender esse público que o programa MEI (Microempreendedor Individual) do Governo Federal foi criado. O objetivo, nesse caso, é formalizar essas pessoas para que tenham CNPJ e consigam ter os benefícios de ser uma empresa.

Segundo um dado levantado pelo Portal do Empreendedor e divulgado pelo G1, nos últimos 5 anos houve um crescimento de 120% no cadastro de MEI.

Veja portanto tudo o que você precisa para ser um MEI e começar a tocar o seu negócio com CNPJ e emissão de nota fiscal!. Acompanhe. 🙂

O que é MEI?

MEI (Microempreendedor Individual) é quem trabalha por conta própria, vendendo, dessa forma, seus produtos ou serviços.

Para pessoas que se enquadram nesse perfil, o Governo Federal criou um programa para facilitar o cadastro dos microempreendedores e assim fornecer CNPJ e todos os benefícios legais que o MEI entrega.

Quais são os critérios básicos para se tornar um MEI?

Basicamente para que uma pessoa seja um Microempreendedor Individual, é necessário que ela tenha um faturamento anual de até R$81.000,00; não seja sócio, administrador ou titular de outra empresa; e tenha no máximo 1 funcionário.

Estando dentro desses critérios básicos, já é possível realizar o cadastro no Portal do Empreendedor, seguindo os passos solicitados:

Passo a passo da formalização

1 – Clique ou pressione o botão Formalize-se;

2 – Insira o CPF e senha da sua conta Brasil Cidadão (Não possui conta no Brasil, clique na opção Fazer Cadastro);

3 – Autorize o acesso aos dados;

4 – Se solicitado, insira o número do Título de Eleitor ou o número do recibo da declaração de Imposto de Renda dos últimos dois anos;

5 – Preencha o formulário com os dados solicitados;

6 – Preencha as declarações e conclua sua inscrição.

Emissão de Nota Fiscal 

A emissão de nota fiscal para o MEI é uma vantagem, pois ela amplia o leque de vendas, sabendo que boa parte dos consumidores (pessoa física ou jurídica) compra apenas produtos com nota fiscal.

Ser um Microempreendedor Individual garante, sendo assim, a emissão de notas fiscais nas modalidades física e eletrônica.

Mais vantagens em ser MEI

Além da emissão da Nota Fiscal, o MEI também tem alguns outros benefícios, como:

  • Auxílio-maternidade;
  • Afastamento remunerado por problemas de saúde;
  • Aposentadoria;
  • É enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL);
  • Com CNPJ, pode abrir conta em banco e tem acesso a crédito com juros mais baratos.

Para dicas de atendimento você pode contar com o Blog Reclame AQUI

Claro, existem mais responsabilidades ao finalizar o seu cadastro de MEI. Por conta disso, a sua empresa pode contar com o Blog Reclame AQUI para ficar por dentro de dicas de atendimento, reputação, marketing e Customer Success! 🙂

Você pode acompanhar todas as novidades sobre esses universos aqui no Blog Reclame AQUI e também em nossas redes sociais. Não deixe de acompanhar.

Se você curtiu o conteúdo, compartilhe para que outras pessoas fiquem por dentro desse assunto.

Vale muito a leitura: RA Academy: mais de 800 empresas formadas pelo Reclame AQUI em 2019

Deixe uma resposta