Antes de mais nada, o que é um canal de venda? São os meios pelos quais uma marca divulga e vende os seus produtos ou serviços. Por isso, escolher os canais de vendas para a sua marca, pode ser um grande desafio. Mas, no momento que você faz a escolha assertiva e que vai de acordo com a sua persona, a sua marca pode se tornar um sucesso.

Existem vários canais de vendas, sejam eles, online ou offline, e através deles, que você ou o seu time comercial poderá gerar um relacionamento e potencializar vendas futuras.

Como escolher os melhores canais de vendas para o seu negócio

Logo, para decidir qual o melhor canal, é preciso entender sobre o seu público. Lembre-se de entender informações como, onde eles consomem mais conteúdos e informações e quais são os meios que eles mais confiam para realizar compra. 

Em primeiro lugar, existem diversas opções de canais de vendas disponíveis no mercado. Para expandir suas possibilidades é importante entender como gerenciar cada um deles de forma assertiva e principalmente organizada. É preciso também, filtrar o que funciona bem e o que impacta mais nas suas vendas.

Apesar de tantos canais que podem fazer sentido ao seu público, é essencial compreender se cada uma delas funciona bem para sua marca. 

Ao escolher os canais de vendas mais adequados, é importante entender alguns princípios básicos. O primeiro passo, é conhecer o seu público de forma profunda e estratégica, dessa forma você saberá se as suas ações dentro desses canais poderão ou não, atingir o volume certo de possíveis clientes. Por último, saber se o seu tipo de produto ou serviço se encaixa para o canal escolhido.

6 canais de vendas que podem te ajudar a vender mais

Agora que já entendeu o que são canais de vendas, como escolhê-los, chegou a hora de entender quais são os principais canais e como cada um deles pode ajudar a sua marca a ser de muito sucesso.

Marketplace

Marketplaces (MP) são grandes portais que abrigam lojas virtuais de diferentes marcas, alguns exemplos bastante conhecidos são as Americanas, Mercado Livre e Submarino. Neste tipo de canal, sua empresa pode divulgar e vender seus produtos, sem necessidade de desenvolver um e-commerce próprio. A vantagem é que grandes marketplaces são bem acessados, e seu produto pode ser visualizado por um grande número de pessoas

Além disso, o Marketplace pode ser uma boa opção para trazer mais visibilidade para sua marca. Levar sua marca para esse canal de venda, pode trazer mais confiança e credibilidade. Além do mais, comercializar os produtos ou serviços dentro do marketplace ajuda na escala do seu negócio.

E-commerce

Eventualmente, o e-commerce tem sido um dos canais de vendas online mais conhecido. Basicamente, ele é uma loja virtual. Diferente do marketplace, a loja pertence a uma única marca, que é totalmente responsável por comercializar os produtos. Além de toda parte burocrática. 

O e-commerce ou loja virtual, pode ter a identidade visual e de comunicação da marca. O que facilita o cliente a identificar sua marca em outros canais, por exemplo. Para o uso do e-commerce, é importante investir em plataformas de confiança. Para que o seu cliente tenha a tranquilidade de comprar e fazer o pagamento sem nenhum risco.

Logo, uma loja virtual pode facilitar a jornada de compra do cliente, pois tem interface simples e fácil. Uma dica muito importante para lojas virtuais é você mostrar ao seu cliente o quanto a sua loja pode ser confiável. Invista em avaliações e depoimentos de outros clientes.

Redes sociais

Logo após o e-commerce, as redes sociais são as mais novas queridinhas para ferramentas de vendas e marketing, como também ótimos canais de vendas. Por exemplo, hoje em dia o Facebook e o Instagram, já oferecem opções para vendas de produtos e serviços. 

No Facebook, é possível além de criar uma página para a sua marca, usar a ferramenta de marketplace. Já no Instagram, sua empresa pode usar o Instagram Shopping, nele você mostra os valores dos produtos direto em cima das fotos, e basta um clique, para que o consumidor vá para a página de compra. Além disso, integrar suas redes sociais com a sua loja virtual, 

E-mail Marketing

Sobretudo, para que esse canal seja efetivo, é necessário que você já tenha uma boa base de leads qualificados e que já tenha demonstrado interesse na sua marca. Pois o e-mail marketing, é uma forma de personalizar a mensagem que sua empresa deseja passar ao público. Além da base qualificada, é importante segmentá-la de acordo com o momento em que cada  uma se encontra na jornada de compra.

Use o e-mail marketing como um canal de venda para apresentar seus produtos e serviços, informar sobre os lançamentos, descontos e promoções exclusivas e até mesmo conteúdos interessantes sobre a sua marca. Mas, lembre-se sempre de seguir boas práticas para não cair no spam.

Venda Direta

É um dos canais mais conhecidos e mais antigos do mercado. Basicamente, o vendedor responsável entra em contato com o consumidor final para revender o seu produto. Na maioria das vezes, esses consumidores já foram previamente qualificados. Em algumas situações, o revendedor faz a visita e faz a apresentação da marca e produtos diretamente. 

Empresas conhecidas no mercado como, Natura e Avon, vendem nesse formato há anos. Lembrando que os revendedores podem ou não, ter vínculo formal com a empresa. 

Ponto de venda

Também conhecida como “loja física”, é um canal que passou a ser uma ótima forma de expor produtos, como roupas, sapatos e acessórios. 

Hoje em dia, vemos diversos tipos de loja física, como por exemplo a loja própria, que pode demandar um investimento maior para abertura, mas pode ser uma ótima escolha de mercado. Além disso, temos a franquia, na qual você pode comercializar produtos de uma determinada marca, mediante pagamento. Por fim, distribuidores, que é para revender produtos de terceiros, que fazem a ponte entre o produto e consumidor final, como por exemplo, concessionárias de carros. 

Em resumo, hoje em dia é difícil ter sucesso em vendas sem ter canais que podem se interligar. Por isso, uma boa tática é combinar a loja física com redes sociais ou loja virtual, por exemplo.

Além dos canais de vendas, existem diversas ferramentas que podem potencializar ainda mais as suas vendas e o seus canais, veja algumas delas.

Deixe uma resposta