Para quem trabalha em escritório, é mais do que comum se identificar com algumas situações apresentadas na série americana de comédia, The Office.

Porém é preciso concordar que muitos outros acontecimentos não são lá muito recomendados para você colocar em prática na sua empresa. 

Dessa forma, veja 4 coisas que você definitivamente não deve se inspirar em The Office.

1 – Tente não atazanar tanto a vida do seu colega de trabalho

Sim! Às vezes parece tentador não zoar aquele colega chato do trabalho, mas, se isso começar a atrapalhar a produtividade sua e dele, com certeza o big boss vai pegar de vez no pé de vocês dois.

Para quem assiste ao The Office, fica clara que essa é uma situação bem comum entre os personagens Jim e Dwight.

Claro, independente de qualquer coisa (e mais importante de tudo isso), nenhuma brincadeira deve atravessar a barreira do respeito, então tenta pegar leve, ok? 😉

2 – Respeite todo tipo de diversidade!

Aqui fica uma dica bem importante: não seja como Michael Scott (vivido por Steve Carell), o chefe da Dunder Mifflin, empresa de fornecimento de papel, que ambienta The Office.

Em muitas ocasiões, ele é bem preconceituoso com qualquer tipo de pessoa que não seja praticamente a sua persona. 

Nesse caso, respeito é bom, independente de idade, cor da pele, religião, orientação sexual… Portanto valorize a grandiosa e linda diversidade da sua empresa, só que do modo certo, tá? Não à lá Michael Scott.

Leia também: Por que faz sentido pensar em diversidade e inclusão nas empresas?

3 – Paciência é uma virtude!

De vez em quando, em um ambiente de escritório é normal você sentir vontade de explodir e querer mandar todo mundo pra, é… bem, você sabe.

Em The Office, Michael externa muito as suas dores, e isso acaba afetando toda a sua equipe de muitas maneiras principalmente negativas.

Para evitar problemas, manter a calma e se controlar em momentos de estresse e tensão são recomendados para você ter uma equipe equilibrada e focada.

4 – Seja referência com bons exemplos

“Eu não quero trabalhar. Só quero bater na minha caneca o dia todo!” 

De fato, quando a sua empresa não dá bons exemplo, a tendência é que os funcionários também não façam questão de segui-los.

Nesse sentido, o que se encontra em situações como essa é o famoso ditado “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”, e Michael Scott é mestre nisso.

Portanto fique atento a seus movimentos e sempre dê bons exemplos! 🙂

Bônus: permita-se rir também! Faz bem pra saúde!

Apesar dos inúmeros exemplos do que não fazer, a série The Office também demonstra que sua equipe pode ser considerada uma segunda família.

Por esse motivo, pare um pouco para rir de uma situação ou até para gargalhar de alguma palhaçada. Rir faz bem e é benéfico para saúde. 🙂

Vale muito a leitura: 4 lições de Marketing que a Beyoncé ensina para sua empresa

Curtiu o post?

Então não deixe de compartilhar em suas redes sociais. 😉

Deixe uma resposta