Blog Reclame AQUI

blog reclame aqui
Produtos RA

Tendências de Marketing Digital para vender mais

Inclinação, predisposição, orientação e evolução de algo num dado sentido. Esses são alguns significados da palavra tendência disponíveis em dicionários por aí. Na prática, o conceito pode ser entendido como […]

Inclinação, predisposição, orientação e evolução de algo num dado sentido. Esses são alguns significados da palavra tendência disponíveis em dicionários por aí. Na prática, o conceito pode ser entendido como mudanças que estão por vir. Conhecer as tendências de marketing digital, portanto, é necessário para prever cenários, alinhar as estratégias e aumentar as vendas

E olha: acompanhar esses movimentos do mercado não é tão difícil quanto parece, em especial nas ações on-line que geram milhares de dados diariamente. O uso de ferramentas tecnológicas auxilia nesse processo e mostra diversos insights valiosos sobre “modinhas”, mudanças no comportamento de consumo, novas mídias e por aí vai.

Além disso, vale a pena ficar de olho em sites especializados e blogs — como o Reclame AQUI. Se você quer saber todas as novidades de marketing digital para vender mais, é só continuar por aqui porque vamos mostrar as principais tendências. Confira!

Tendências de anos anteriores que continuam em alta

O marketing digital é composto por um conjunto de ações estratégicas no ambiente on-line. E como esse território tem inovações constantes, aparecem novidades quase que diariamente. Mesmo assim, existem diversas táticas que começaram a ser usadas anos atrás que se consolidaram e continuarão fortes em 2022. São elas:

  • marketing de conteúdo;
  • mobile marketing;
  • AMP;
  • WhatsApp marketing;
  • big data;
  • pesquisa por voz;
  • chatbot;
  • product marketing;
  • podcasts;
  • vídeo marketing;
  • conteúdos interativos;
  • marketing de indicação.

Principais tendências de Marketing Digital para vender mais em 2022

O objetivo de toda inovação no marketing digital é o mesmo: tornar a experiência do consumidor mais fluida, agradável e segura. É por isso que as tecnologias estão em constante evolução.

Algumas das tendências que mostraremos a seguir já estavam em listas de anos anteriores, mas que surgem agora com novidades importantes para aprimorar as estratégias. Veja!

Slow content para Marketing Digital

Como o marketing está em alta há mais de 10 anos, a internet está lotada de conteúdo — e isso não é ruim. O problema é que muita gente foca na quantidade com clickbaits e deixa a qualidade a desejar.

Os conteúdos lentos são maiores e mais aprofundados para responder melhor às intenções de busca. Sendo assim, o slow content desacelera a produção frenética de conteúdos e muda o foco para a qualidade das produções com guest post de especialistas, pesquisas e muita informação relevante.

Social Commerce

O uso de redes sociais para vender não é nenhuma novidade. No entanto, geralmente, o usuário precisa sair do aplicativo para fechar a venda no e-commerce. Para facilitar a jornada do consumidor, as principais redes estão investindo em recursos de social commerce mais robustos.

O WhatsApp, por exemplo, implementou o recurso WhatsApp Pay para fazer transações financeiras no aplicativo. O Instagram já anunciou o lançamento de recursos para fechar compras na própria plataforma. Sendo assim, a tendência é que o volume de vendas geradas nas redes sociais cresça ainda mais.

TikTok e Instagram

Que as redes sociais são funcionalidades essenciais para e-commerce você já sabe, né? Pois bem, o TikTok e o Instagram ganham destaque porque são excelentes ferramentas de vídeo marketing.

De acordo com um levantamento da Kantar IBOPE Media, o consumo de vídeo bateu recorde em 2020: 99% dos brasileiros assistiram a conteúdos audiovisuais na TV ou internet. Como esse tipo de mídia é uma tendência, é interessante investir em estratégias na área para conquistar os consumidores por lá.

Marketing de influência

Bastam os influenciadores nas redes sociais usarem algum produto para que o volume de vendas aumente. A razão desse movimento é simples: a prova social. Os consumidores confiam nas recomendações dessas personalidades e querem ter as mesmas experiências positivas.

Contudo, nos últimos anos, as marcas estão de olho em um novo perfil de influenciador: figuras que produzem conteúdo bem nichado. Apesar de ter menos seguidores, os microinfluenciadores têm fãs bem mais engajados. Além disso, por causa da segmentação, é possível atingir um público mais específico e com maior potencial de conversão.

Eventos híbridos

Aos poucos os eventos estão voltando a acontecer: grandes festivais, conferências, eventos corporativos e por aí vai. Todavia, mesmo após a retomada das atividades presenciais, a tendência é que boa parte dessas cerimônias aconteçam de forma híbrida, isto é, com um mix de atrações remotas e in loco. Essa é uma oportunidade para atrair um público novo, que não tem condição ou disposição para deslocamento.

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

O objetivo da LGPD é garantir a privacidade dos usuários. Aliás, para acompanhar a legislação, o Google anunciou o fim dos cookies de terceiros para 2023. Sendo assim, o ano de 2022 servirá para as empresas encontrarem alternativas para a coleta de dados.

Para quem não conhece, os cookies são espécies de arquivos com dados de navegação, como informações de login, palavras-chave digitadas nas buscas, entre outros. Os sites usam esses dados para personalizar as experiências. Já os cookies de terceiros são criados em páginas de outras pessoas para exibir publicidades e acompanhar dados de conversão.

Veja bem: esse recurso não é ruim. No entanto, com toda a preocupação de proteger os usuários e aumentar a segurança das informações, é necessário garantir autonomia para o consumidor decidir se quer ou não compartilhar suas informações pessoais.

User Generated Content (UGC) no Marketing Digital

User Generated Content nada mais é que o conteúdo gerado pelo usuário. As avaliações e reviews nas páginas de e-commerces, por exemplo, contam como produção do próprio consumidor.

Não há dúvidas que esse tipo de conteúdo é fundamental para as vendas das lojas virtuais. Afinal de contas, as opiniões dos clientes contribuem para a tomada de decisão de outros compradores.

No entanto, tem uma novidade aí: no fim de 2021 o Google anunciou a Product Review Update. A atualização usará os reviews de e-commerces como critério de ranqueamento. Ou seja, páginas com sistemas de avaliação terão um melhor posicionamento nos resultados de busca orgânica.

Mas não basta implementar a ferramenta e encher a página com elogios falsos, viu? É fundamental manter transparência no processo e garantir que os reviews sejam verdadeiros. É aí que entra a RA Trustvox, uma plataforma independente que coleta, audita e publica reviews em e-commerces. As avaliações são validadas e verificadas, o que torna o conteúdo bem mais confiável.

Investir nas principais tendências de marketing digital é fundamental para manter o negócio atualizado e vender mais. No entanto, lembre-se de focar na qualidade das ferramentas e dos conteúdos gerados, combinado? Afinal de contas, ao implementar estratégias inovadoras de forma incorreta, você não conseguirá aproveitar todo o potencial dos recursos utilizados.

E aí, gostou das principais tendências de marketing digital? Então, que tal saber um pouco mais sobre o processo de reviews e avaliações? Conheça a RA Trustvox e saiba como conquistar novos clientes!

Deixe uma resposta