Blog Reclame AQUI

blog reclame aqui
Artigos

Privacidade nas redes sociais: práticas simples podem evitar golpes!

Boas práticas de privacidade nas redes sociais: Reclame AQUI faz série de dicas para você usar nos seus perfis com segurança e sem medo

Boas práticas: Reclame AQUI faz série de dicas para usar as redes sociais com segurança e sem medo

Março é o Mês do Consumidor! Nesse clima, o Blog do Reclame AQUI vai mostrar que quanto mais cuidados temos ao usar as redes sociais (seja no ambiente corporativo ou particular), mais dificultamos a vida de quem se dedica a aplicar golpes. Falar de privacidade nas redes sociais é fundamental, já que costumamos marcar presença e usar mais de uma para diversas finalidades.

Furtar dados pessoais e usar de forma indevida por aí em nome de terceiros é mais comum do que se imagina. Isso porque expusemos muito mais informações do que pensamos a cada foto publicada. Por isso, vamos tratar em algumas matérias dicas para você usar as suas redes com mais cuidado, tudo para entregar mais informação a você, consumidor, no seu mês!

Viu esta? O golpe online tá aí, mas você não precisa cair nele! Aprenda a identificar

Vamos começar pelo básico? Seu perfil é público ou privado? 

Com a evolução e variação do uso das redes sociais, foi necessário abrir ainda mais os olhos quanto à segurança dessas plataformas. Principalmente no que se refere aos cuidados com os dados. Isso porque sempre tem alguém de olho nas suas redes sociais, esperando uma oportunidade para fazer uma abordagem fake e conseguir seus dados, monitorando suas atividades e seus passos registrados lá.

Esses golpistas criam perfis falsos para captar qualquer informação da sua vida pessoal e profissional para, depois, se aproveitar para aplicar golpes. Por isso, é tão importante definir se seu perfil de redes será público ou privado e selecionar o tipo de conteúdo a ser exposto.

Um perfil público possibilita a qualquer pessoa visualizar todas as informações sobre você, fotos e iniciar uma interação. Desta forma, podem enviar links maliciosos para furto de dados e realizar abordagens se passando por empresas que você se relaciona ao mostrar seu feed de imagens.

Após um golpe com prejuízo financeiro, a mudança

O Breno*, de Curitiba (PR), tinha um perfil em rede social em modo público. Mas recentemente viveu uma situação que muitos consumidores já viveram: um contato fake feito por WhatsApp, com foto roubada de rede social. Após o episódio, tornou suas redes privadas. E nesse caso, o golpe envolvia o pai dele, e Breno acabou tendo um prejuízo grande.

“Em uma tarde, meu irmão me enviou uma mensagem falando que eu finalmente tinha comprado um iPhone, mas eu não gosto desse smartphone, então falei que não tinha comprado. Logo em seguida ele me enviou um áudio do meu pai comemorando que eu tinha comprado um iPhone, mas eu falei de novo que não tinha comprado um iPhone.

Depois de algum tempo meu pai me liga e diz que caiu em um golpe, a pessoa se passou por mim numa conversa de WhatsApp dizendo que estava com problema no cartão e que iria comprar um iPhone. Mas meu pai não se atentou que o número de PIX não tinha nada a ver com meu CPF e enviou um PIX de R$ 4,5 mil para o golpista, que logo em seguida pediu um complemento de R$3 mil para comprar também o iWatch. E, outra vez, em um PIX diferente, de uma pessoa diferente. Na sequência, o golpista pediu dinheiro para comprar um colar de ouro, e nesta hora meu pai não enviou o dinheiro e me ligou. E aí soubemos que ele caiu em um golpe. Além disso, percebemos que a foto usada foi de alguma rede social pessoal minha.”

*Nome fictício para preservar a identidade do consumidor

Em perfil privado existe maior controle das atividades

Sendo privado, você filtra quem conhece e sabe quem tem acesso a dados e registros de imagens. Além disso, a partir do momento que você aceita um seguidor, sabe quem vai interagir por inbox e mensagens privadas, por exemplo.

Outro ponto importante além da privacidade nas redes sociais é o sistema de segurança, o que inclui a senha que você vai usar. Quanto mais forte ele for, menos chance tem de ser invadido. Mas lembre-se: a segurança nas redes é um conjunto de ações e precauções.

Leia também: O que acontece se o consumidor se aproveita de um engano da empresa?

privacidade-redes-sociais-1
Com dicas simples, é possível se proteger contra golpes nas redes sociais

Deixe uma resposta