O desafio de conquistar o consumidor todos os dias certamente dá um nó na cabeça das equipes de marketing das empresas. Pensar em como conquistar e satisfazer o consumidor do futuro, então, nem se fala. Visto que a nova geração é parte de uns dos mercados que mais crescem no mundo, sua empresa está preparada para ela?

O futuro consumidor já nasceu

Antes de mais nada, esse consumidor já nasceu. E, mais, ele já está desenhando as tendências do mercado hoje. No mês de julho, o Reclame AQUI promoveu a segunda edição do evento RA Trust Experience. E o tema central foi justamente questionar como as empresas estão se preparando para lidar com esse futuro consumidor, que se desenvolve junto com a tecnologia. Claro, atendimento, experiência do cliente diferenciada, inesquecível. Mas hoje isso tem um significado que daqui a poucos anos já será outro.

Não raro, o que surpreende muitas empresas hoje é comum e corriqueiro para eles. Diante desse cenário, a questão é: o que vai surpreendê-los lá na frente? Deste modo, o Reclame AQUI, no mês de julho, abriu o evento com um vídeo gravado justamente com esses consumidores. E o que se viu durante os painéis foi que muitas companhias já despertaram para isso e trabalham na construção dessa relação mais antenada às exigências. Assista ao vídeo:

Reputação e confiança são valorizados pelo público

Recentemente, em um artigo publicado no site Meio&Mensagem, Marcelo Coutinho, coordenador do mestrado profissional em administração da Fundação Getúlio Vargas chamou esse público de Geração Inteligência Artificial.

Não diferente, é justamente desse público que estamos tratando nesse papo. No vídeo exibido pelo Reclame AQUI, eles falam exatamente o que hoje já é um diferencial nas companhias e marcas: a reputação e a confiança. Nesse sentido, essas duas palavrinhas devem estar entre as prioridades das marcas. Não é à toa que elas são fundamentais na construção da imagem das empresas, algo primordial quando essa geração escolhe com quem se relacionar.  

Leia também: Conheça as portas de acesso para o novo consumidor

Nunca esqueça que consumidores são pessoas

Inclusive, esse consumidor do futuro já nasceu inserido no mercado de consumo e não sabe o que é viver em um dia a dia sem a tecnologia de ponta. Acima de tudo, o mundo de canais e possibilidades que isso abre e o poder de decisão e ação que isso gera, isso significa deixar de comprar de uma marca Y se ela não o agradar em algum ponto ou bocar a boca no trombone se a marca pisar na bola com ele.  Apesar de estarem inseridos num contexto de muita Inteligência Artificial, sé bom lembrar que são pessoas, e as empresas não podem esquecer disso.

Enfim, os consumidores do futuro querem sempre novos produtos com muita tecnologia vindos de empresas transparentes, de boa reputação, que se comunique bem para que tenham confiança ao fazer negócio e consumir o que a marca ofereceu a eles de forma inteligente. Ah, se for sustentável, melhor ainda. Está aí a lição de casa.

Deixe uma resposta