Oportunidades na crise, quem não está me busca, não é? Novos insights e formas de pensar como reagir e enxergar nichos novos foi o que o empresário Julio De Laffitte levou ao Reclame AQUI Trust Experience 2020. Ele foi entrevistado pelo fundador e CEO Global do Reclame AQUI, Mauricio Vargas. “Muitas empresas de grande sucesso não sabem o que fazer. Se tiverem espirito de curiosidade, tudo muda”, analisa.

Para De Laffitte, a capacidade de gerar novas empresas agora é imprescindível. Ele explica que existe uma estrutura “que está aqui há muito tempo, mas nunca usamos da forma que tem que ser usada”. A ideia é que em vez de criar um sentimento de paralisação diante da pandemia, as pessoas devem não se intimidar, e, assim, conseguirão enxergar novas oportunidades de crescer pessoalmente e gerar novos empregos e riquezas imprescindíveis, por exemplo.

O cliente no centro: a importância da boa experiência no processo de venda.

De Laffitte (no telão) mostra novas formas de enxergar o mundo na pandemia e suas oportunidades

O olhar condicionado em um cenário mudado não permite ver as oportunidades na crise

A lição é que ter medo faz parte do processo, mas tirar proveito e enxergar oportunidades deve ser maior. Durante sua palestra, o empreendedor mostrou a quem quer empreender os riscos que não podemos correr e riscos que não podemos deixar de correr.

Além de ter deixado insights de negócios digitais para um futuro não tão distante assim, De Laffitte aponta que vivemos uma tendência de interpretar as situações de modo a ficar incompatíveis com nossas crenças e enquadrar o futuro nelas. Ou seja, estamos vendo as coisas de uma maneira condicionada diante de um cenário que já mudou muita coisa.

“Dentro da pandemia tem muito medo, mas muitas oportunidades. A barreira que faz parar de pensar é a concepção do passado. A gente precisa tentar eliminar todos os nossos mapas, jogá-los fora e recomeçar. As pessoas podem ser imparáveis, que é sair da caixa de forma prática, têm que reavaliar as suas vidas e não se enganar, não podem mais fingir que não sabem”, analisa.

UX na prática é ouvir o cliente! Especialistas falam sobre acessibilidade e usabilidade no RA Trust

De Laffitte e o projeto Unstoppables


Para finalizar, o empresário chamou a atenção para a perspectiva de como evoluir e se desenvolver. Baixar as resistências e perceber que a pandemia já mudou nossos comportamentos, e, a partir de um novo entendimento de mundo, tirar vantagem de forma positiva, criando novas empresas, sistemas de distribuição, novos produtos para gerar riquezas e sustentar as nações. “Se quisermos dar sentido ao futuro”, encerrou.

De Laffitte lidera o projeto Unstoppables (imparáveis, em tradução livre) e pretende trazer o programa para o Brasil. Consiste em reunir grupos de pessoas e levá-las para lugares onde possam viver situações que as instiguem a pensar diferente e despertar  para o novo.  O programa já passou pela Antártida, África e Amazônia. “Consiste em estarmos juntos sem medo do futuro e ver tudo como oportunidade. Não fiquem com medo, existem muito mais oportunidades sim do que não. Quando criei os Unstoppables há 5 anos já havia pessoas com espírito de inovação. Agora, mais do que nunca, temos pessoas que vão começar a ter mais voz e poder de direcionar o mundo”, resume.

O atendimento no DNA da empresa, Luiza Trajano fala da cultura do Magazine Luiza

Deixe uma resposta